pt
Restaurante Marco em Lisboa do Atelier FMJPC Architecture and Design

“Restaurante o Marco é um projeto de remodelação interior de um restaurante já existente no Largo de Santos em Lisboa, que tem como objetivo a renovação dos ambientes nas diferentes salas de refeição.

Com as premissas apresentadas pelo cliente, que tinha como objetivo a intervenção nas salas de refeição, simples e de baixo custo, sem recorrer à alteração do layout existente, o foco do projeto foi a harmonização dos materiais, cores e elementos existentes no espaço. A proposta incidiu então em três focos principais: a alteração e harmonia das cores existentes no espaço, a reorganização da zona de serviço e a proposta de novo mobiliário. Nesse sentido, e após a leitura dos elementos que mais caracterizavam o espaço, nomeadamente os pilares e arcos existentes, as estruturas fixas laterais de mesas de refeição e o material de revestimento das paredes laterais, decidimos mante-los e trabalhar a partir deles.

Partindo da cor e da estrutura que reveste as paredes laterias da sala principal, que se assumia muito no espaço, recorreu-se à utilização de uma cor aproximada para as superfícies amplas da sala, bem como tetos e estruturas de ventilação. Recorrendo às cores da marca, foi proposta uma alteração das mesmas de forma a encontrar um equilíbrio nos elementos em que se assumiam, como os têxteis, e propondo a sua utilização em novos elementos, nomeadamente o balcão e as escadas. Nesse sentido e de forma a interligar a sala do piso 0 com a sala do primeiro piso, foi proposta a continuidade do elemento das escadas que se assume no piso térreo ao perlonga-las em forma de lambrim no primeiro piso. O lambrim no primeiro piso, acaba por se destacar devido à cor, ao mesmo tempo que protege e harmoniza os diferentes espaços antes descaracterizados.

Para a zona de serviço é proposto o desenho de um balcão e mobiliário de arrumação fixo de forma a reorganizar toda a zona e albergar as novas necessidades do dono de obra. O balcão é redimensionado e desenhado de forma a inserir a estrutura de cervejas necessária e assume-se no espaço como um elemento de destaque pela sua materialidade e cor. É proposto ainda a inserção de mobiliário fixo, entre eles uma estante para bebidas e copos que acaba por encerrar a zona de serviço, de forma a não estar tão exposta.

Parte importante da proposta é focada na alteração e inserção de alguns elementos de mobiliário de forma a conjugar os materiais existentes no espaço, entre eles a substituição dos separadores e dos tampos da estrutura das mesas laterias, a alteração da iluminação sobre essas mesas e a proposta de novas cadeiras e mesas desenhadas para o espaço. É ainda desenhado um canteiro sobre a estrutura das mesas fixas, que se transforma em lambrim ao longo do espaço de forma a unificar todos os elementos, ao mesmo tempo que permite a instalação das paredes verdes.

O projeto é então uma intervenção muito cirúrgica ao nível do desenho que se propõe a criar ambiências a partir da alteração de apenas alguns elementos existentes no espaço, que assumem um novo sentido. Desta forma, a partir de uma intervenção simples e de baixo custo é possível criar um novo lugar.”

text. FMJPC.

localização.Lisboa
ano. 2020
arquitectura.FMJPC Architecture and Design
fotografia.Ivo Tavares Studio

en
Restaurant Marco in Lisbon by FMJPC Architecture and Design

“The restaurant “Marco” is a refurbishment of an existing restaurant, in Largo de Santos, Lisbon, which sought to create different atmospheres in the various dining rooms.

With a simple and affordable design, the only restriction to the intervention was to avoid any changes to the existing layout of the restaurant. This intervention considered the three following principles: the alteration and balance of the existing and new colours, the reorganization of the kitchen and bar areas and new furniture.

After carefully analysing the existing space, the decision was made to utilise and retain the distinctive existing features of the rooms. Such as the columns, arches, dining table side fixings and the finishes on the walls.
As the structure of the walls and colours stood out in the main room, it was clear that a similar colour needed to be used on wide surfaces in the room, on ceilings and ventilation ducts. On the unique features of the room, it was proposed to use colours from the restaurant brand to create visual contrast and to connect the room. The fabrics, furniture, staircase and the main counter are an example of this use of colour.

To achieve connectivity between the rooms the colours from the staircase are replicated on a tall skirting board on the first floor. This skirting board not only stands out but also helps to protect the walls and create harmony between the various rooms.
In order to organise the bar area and the flow of customers, the client asked to integrate and design a bespoke bar with fixed storage. The bar will have enough space to incorporate all of the beer kegs needed for the restaurant and use of materiality and the variety of colours on the bar gives it a prominent position in the room. The proposed fixed furniture will answer to the need for storage and will help to separate the public and private areas.

It was crucial to connect and balance the existing materials, features and colours with the proposed details and furniture. This was achieved by replacing the existing table screens, tables, illumination and seating. Flower beds next to the fixed dining tables and green walls were also proposed in the rooms.

With this, the main focus of creating a new atmosphere in the different rooms through improving and enhancing the existing elements was achieved. Thus, making it possible to propose an affordable renovation to create a completely new space at The Restaurant “Marco.””

text. FMJPC

location.Lisboa
year. 2020
architecture.FMJPC Architecture and Design
photography.Ivo Tavares Studio