pt
“Num esquema urbano consolidado, no centro da cidade de ponta delgada, a intervenção responde a um programa de uma moradia unifamiliar extremamente pequena, em dois pisos, distribuídos por uma única zona social no piso em baixo, em quanto o piso alto contem dois pequenos quartos. 

Apenas com 4,20 metros de frente, sem espaço para zona de circulação pedonal urbana, o alçado resulta do imaginário básico do desenho” infantil” da “casa” …uma porta e uma janela. Neste sentido, o alçado principal assume exclusivamente a função de fronteira entre o interior e o exterior, sem motivo para que ambos se relacionem, sem que desta forma seja. 

O programa interior desenvolve-se sem recorrer a espaços de transição ou sequer de divisão. O espaço social da casa é um só, que ganha dimensão na sua profundidade, quando encontra um jardim, no extremo deste espaço. O jardim equilibra a casa com o seu anexo que se pretende excluso à própria casa, privado e que remata a profundidade do lote. No piso alto, o quarto nascente ganha um terraço, de onde se contempla o “casario” que compõe parte do desenho urbano, característico do “bairro”. 

A necessidade de simular maior amplitude espacial, faz surgir as clarabóias possíveis na cobertura inclinada, que recebe a luz e a espalha pelos espaços interiores funcionando como um “diafragma”, que aumenta a “perspectiva vertical”. “

en
“In a consolidated urban mesh, at the center of Ponta Delgada, the approach answers to a program of an extremely small single family house with two flights, where the lower floor accommodates a single social area, while the two small bedrooms are located at the upper floor. With only 4.20 meters at the front, with no space for urban pediatrician circulation space, the facade results in the child’s imaginary of a house drawing… one door and one window. 

In that sense, the main facade is exclusively the boundary between interior and exterior, with no reason for a relation between both, besides being in its way. 

The program develops without the need of transitioning or dividing spaces. The only social space of the house gains dimension in its depth when it finds the garden at the end of the space. The garden establishes the balance with the house and the private addition at the end of the lot. At the upper floor, the East Bedroom gets a terrace, from which you can visualize the houses that make the urban form, so characteristic of the neighborhood. 

The necessity to simulate a greater spatial amplitude is made possible by the skylights in the pitched roof, which receives the light and spreads it throughout the interior spaces, working as a ” diaphragm”, increasing the “vertical perspective”.#

Projeto . Project:
Casa moinho de vento
Windmill house

localização . location:
Ponta Delgada, Açores.

ano . year:
2021

arquitetura.architecture:
box: arquitectos

fotografia. photography:
Ivo Tavares Studio