pt

“Este projeto resulta da intenção de reabilitar uma moradia unifamiliar, severamente afetada, ao nível dos interiores, por patologias resultantes de más opções construtivas.
Para além de se pretender corrigir as patologias existentes nesta moradia pretende- se, também, retificar as disfunções de organização espacial que apresenta. Deste modo, a ambição do projeto é reabilitar a moradia para lhe conferir novas condições de habitabilidade, garantindo que a mesma se torna mais versátil e com melhores acabamentos.

O terreno onde se insere admite duas zonas distintas: uma urbana, confrontada com o arruamento principal e onde se encontra implantada a moradia, e a restante zona rural, de uso florestal, onde se prevê a implantação de um novo espaço desportivo e de lazer, com campo de padel e zona ajardinada.

Este novo espaço, vem na continuidade do aumento previsto para o anexo, que agora se fecha em vidro, para se transformar em lounge de eventos, disponível para convívio entre amigos e família.
Na fachada do anexo, propõe-se construir uma estrutura metálica em pérgula, que se liga à moradia, fazendo o desenho da implantação do conjunto edificado alterar-se para uma forma de J, dando nome ao projeto.

Esta pérgula irá criar a devida proteção ao anexo, permitindo que o seu uso seja prolongado para o exterior. O uso de estruturas metálicas replica-se conjuntamente para um plano vertical, que se propõe para a lateral da piscina, de forma a criar uma barreira com a vegetação que ali cresce e, assim, proteger a zona da piscina das vistas indiscretas dos vizinhos. Estas são as únicas alterações previstas ao nível exterior, já que todo o restante não será intervencionado, por respeito ao conjunto projetado por outro colega e, sobretudo, por estar em bom estado de conservação. Assim, as intervenções mais significativas residem nos interiores.

Destas, destaca-se a redução do número de quartos, de 4 para 3, onde todos passam a ser suites. As duas novas suites são compostas por uma zona de roupeiro que transita para a instalação sanitária de forma natural e contígua, através de uma parede em vidro, que unifica os dois espaços. A suite principal sofre uma ampliação do vestiário e da instalação sanitária, adquirindo uma nova zona de jacuzzi e um pátio exterior privado, que irá garantir a adequada ventilação e iluminação daquele espaço sem, com isso, perder a privacidade que se deseja para o mesmo.

Por último, mas não menos importante, propõe-se unificar a sala e a cozinha, derrubando a parede de betão que as separa, de modo a tornarem-se num só, um “open-space” capaz de reunir a família, muitas vezes separada por esta condicionante física. Aqui pretende-se, ainda, abrir um vão na fachada norte, garantindo um novo ponto de entrada desde o logradouro, já que, até ao momento, esta entrada se fazia pela cozinha. Ainda assim, todas estas alterações não serão suficientes para a reabilitação pretendida sem antes corrigir as patologias construtivas existentes, sobretudo ao nível de infiltrações de água. Esta questão irá obrigar à criação de um sistema de filtragem de águas pluviais, criando drenos no perímetro da moradia, sobretudo nas zonas que se constata a presença de maior quantidade de água. Será, também, garantida a devida impermeabilização de pisos e paredes, por forma a poder evitar as capilaridades constatadas.

Posteriormente a todo o tratamento anti infiltrações, todos os materiais de acabamento são substituídos ou intervencionados com o objetivo de renovar por completo esta vivenda, como se de uma nova se tratasse.”

texto. Maria Fradinho Arquitecta

localização.Albergaria
ano. 2019
arquitetura.Frari
fotografia.Ivo Tavares Studio

en

This project intends to refurbish a single-family house, severely affected by pathologies resulting from defective construction options.
In addition of trying to correct the existing pathologies, we also intend to rectify the dysfunctions of spatial organization. Besides, the ambition of the project is to rehabilitate the dwelling to give it new habitability conditions, and to ensure that it becomes more versatile and with better construction details.

The ground where it is positioned admits two distinct zones, an urban one confronted with the main street, and where the house is implanted, and the remaining rural area of forest use, where it is foreseen an implantation of a space of leisure with a padel field and garden areas.

This new space is the continuity of the planned expansion for the annex, which will be closed with glass and become a lounge for events, available for socializing between friends and family.
At the annex facade it is proposed the construction of a metal structure in pergola form that connects to the dwelling. That affects the drawing of the implantation of the edified, changing it into a J shape that will give name to the project.

This pergola will create the proper protection to the annex, allowing its use to be extended to the outside.
The use of metal structures is replicated together with a vertical plane, which is proposed to one side of the pool in order to create a barrier with its vegetation. This will limitate and protect the pool area from the indiscreet views of the neighbors.

These are the only changes foreseen for the exterior facades of the house, since all the rest will not be modified by respect for the set designed by another colleague and, above all for being in good state of conservation. In this way, the most significant interventions reside in the interiors.

Of these, it is worth mentioning the reduction of the number of rooms, from 4 to 3, where all them become suites. The two new suites are composed by a wardrobe area that transits to the sanitary installation in a natural and contiguous way, through a glass wall that unifies the two spaces. The main suite undergoes an extension of the dressing room and sanitary installation, acquiring a new jacuzzi area, and a private outdoor patio which will guarantee the adequate ventilation and illumination of that space without losing the privacy required for it.

Last but not least, it is proposed to unify the living room and kitchen by knocking down the concrete wall that separates them, so that they become one only, an open space capable of bringing the family together, often separated by this physical condition. Here we also intend to open a door in the north façade, guaranteeing a new entry point from the backyard since this entrance was made through the kitchen.

Nevertheless, all these alterations will not be sufficient for the intended rehabilitation without first correcting the existing constructive pathologies, especially the infiltrations of water.
This issue will require the creation of a rainwater filtering system creating drains in the perimeter of the dwelling, especially in areas where there is a greater amount of water. It will also be guaranteed the proper waterproofing of floors and walls, in order to avoid the existent capillary action.

After all the anti-infiltration treatment, all the finishing materials are replaced or intervened in order to completely renovate this villa, as if it were a new one.”


text. Maria Fradinho Architect

location.Albergaria
year. 2019
architecture.Frari
photography.Ivo Tavares Studio