pt

“Trata-se de uma residência familiar construída na cidade costeira de Salinas, Astúrias, num pequeno lote em forma de trapézio, localizado entre duas zonas residenciais diferentes, um complexo residencial e outra de residências unifamiliares.

O projeto tenta harmonizar essas condições , seguindo as linhas de propriedade nas moradias na rua Madreselva, e também a liberação habitual no caso de residências unifamiliares de frente para o amplo espaço aberto do Parque Deva. A resposta a isso é uma casa com formato “L” assimétrico, que gera um espaço interno com as principais áreas de estar abertas, voltadas para a direção mais adequada. O acesso pedonal mais privado é fornecido pela Rua Madreselva, em direção ao centro de Salinas, onde a praia está localizada.

Tendo em mente uma família numerosa, o piso inferior tem as áreas sociais: home office, sala de estar e cozinha / sala de jantar, com enormes janelas do chão ao teto. No andar superior, há quatro quartos, que se abrem para uma janela “fenêtre lounguer”, que interrompe o volume e quebra as extremidades do “L”. Esta janela é sombreada por uma cobertura que protege do sol no verão, além de enquadrar as vistas do parque.

O exterior transforma o telhado em uma extensão da fachada, usando o zinco como material unificador. Isso faz o volume “flutuar” nas paredes brancas do piso inferior com a forma de grandes saliências. O uso de zinco é uma reminiscência das construções tradicionais adjacentes à mina de Arnao, que utilizaram esse material de revestimento após a instalação da Real Companhia Asturiana de Minas (Companhia Real de Mineração das Astúrias) em 1851, empresa que usava carvão daquela mina no processo de produção de zinco.

Em contraste com a austeridade dos materiais de construção, o espaço interior é minimalista e acolhedor, usando a madeira de carvalho como o elo de ligação entre as várias áreas residenciais. Painéis de madeira autênticos fornecem uma conexão entre a entrada e a escada, que em conjunto com os móveis integrados no piso inferior, cria texturas duplas, com o interior ficando branco após a primeira seção da escada.”

texto. David Olmos Arquitecto.

localização.Salinas, Espanha
ano. 2020
arquitetura.David Olmos Arquitectos
fotografia.Ivo Tavares Studio

en

“This is a family residence built on the coastal town of Salinas, Asturias, on a small trapezoid- shaped lot located between two different residential zones, a townhouse complex and a single-family residence. 

The project tries to harmonize these conditioning circumstances by following the property lines on the townhouses on Madreselva Street, and also the clearance that is customary in the case of single-family residences facing the wide-open space of the Deva Park.  The reponse to this is a home with asymmetrical “L” shape, which generates an indoor space with the main living areas being open facing the most adequate direction. The more private pedestrian access is provided through Madreselva Street, in the direction of the downtown area of Salinas, where the beach is located. 

Having a large family in mind, the lower floor has the day areas: home office, living room and kitchen-dining combo, with massive floor-to-ceiling windows. On the upper floor, are four bedrooms, which open up to a “fenêtre lounguer”, that interrupts the volume and breaks the edges of the “L”.  This window is topped by an overhang canopy which protects from the sun in the summertime as well as frames the park views. 

The exterior turns the roof into an extension of the façade, using zinc as a unifying material. This makes the volumen “float” on the lower floor ́s white walls in the form of large overhangs. The use of zinc is a reminiscence of the traditional constructions adjacent to the mine of Arnao, which utilized this wrapping material after the installation of the Real Compañía Asturiana de Minas ( Royal Mining Company of Asturias) in 1851, a company that used coal from that mine in the process of producing zinc. 

In contrast to the austerity of the construction materials, the interior space is minimalist and warm, using oak wood as the linking nexus between the various home areas. Authentic wood panelling provides a connection between the entryway and the staircase, which in conjuction with the furniture integrated on the lower floor, creates dual textures with the interior turning white after the first section of the stairs.”

text. David Olmos Arquitecto.

location.Salinas , Espanha
year. 2020
architecture.David Olmos Arquitectos
photography.Ivo Tavares Studio