pt
Apartamento de Santos Pousada no Porto do Atelier Hinterland Architecture Studio.

“O Apartamento de Santos Pousada está integrado no último piso de um edifício de habitação colectiva, desenhado pelos Arquitectos Arménio Losa e Cassiano Barbosa, construído em 1956 como prédio de rendimento. Originalmente planeado como a cobertura colectiva do edifício, o piso foi alterado durante a construção original para acomodar dois apartamentos simétricos, repetindo o esquema dos pisos inferiores.
Esta adaptação programática é responsável pelas características formais mais singulares do apartamento, os elementos estruturais de betão armado expostos e a dimensão dos vãos exteriores que correspondem a 55% da superfície de fachada.

O objectivo da intervenção é a modernização do apartamento original, um T3 com 80m2 de área bruta, num T2 para um jovem casal com um filho, um cão, escritório e biblioteca, aumentando o conforto, eficiência energética e renovando todas as infraestruturas sem comprometer a linguagem moderna do projecto original. A estratégia de projecto consiste em definir um espaço central agregador dos usos do apartamento que a família ocupa durante a maior parte do dia, aumentando a sua área através da demolição de paredes interiores. Neste espaço localiza-se a sala de estar, de jantar, biblioteca e escritório. A organização dos vários espaços é estruturada através de elementos de carpintaria de três tipos, elementos soltos no espaço, complanares com os planos verticais e divisórias que em alguns casos substituem paredes entre divisões distintas. Os restantes espaços assumem um carácter secundário de apoio à zona comum, com as suas áreas reduzidas ao mínimo e paredes compostas por elementos de carpintaria que permitem optimizar o espaço para equipamentos técnicos e arrumação.

Os materiais escolhidos são maioritariamente definidos pelo projecto original, são recuperados os pavimentos originais em madeira e os vãos interiores não demolidos, os pavimentos de marmorite existentes são substituídos por novos que se prolongam como lambrins nas paredes que mantêm o acabamento rebocado. Os elementos de carpintaria em madeira natural recuperam o mogno da carpintaria original e os preenchimentos de platex esmaltado são substituídos por valchromat envernizado ou mdf lacado. As cores escuras da carpintaria equilibram a luminosidade natural do espaço introduzida pelos grandes vãos exteriores O peso que a carpintaria assume nos vários espaços através de grandes planos texturados permite anular o carácter de “apartamento de rendimento” com que foi concebido há 65 anos e assumir a sua transformação para habitação permanente e contentor das idiossincrasias dos seus habitantes.”
texto. Hinterland.

localização.Porto
ano. 2021
arquitetura.Hinterland Architecture Studio
fotografia.Ivo Tavares Studio

en
Santos Pousada Apartment in Porto by Hinterland Architecture Studio.

“Santos Pousada Apartment is located on the top floor of a building designed by Portuguese mid-century architects Arménio Losa and Cassiano Barbosa. Built in 1956 as a rental unit building the last floor was originally planed as an exterior semi public space. During the original construction this space was adapted to two symmetrical apartments, repeating the scheme of the remaining floors. This programmatic change is responsible for some of the most singular formal elements of the apartment, the concrete structural elements and the size of the windows that represent 55% of the facade surface area.

The aim of the project is to completely modernize the original three-bedroom apartment with 80sqm gross area into a more confortable, energy efficient two-bedroom apartment for a young couple with a kid, dog, office, and a library without compromising the mid-century original style. The project strategy was to define a central open space on the apartment where the family spends most of the time, increasing its area by demolishing some interior walls. Here we have the living space, dining space, library and office. The several spaces are organized with three types of carpentry elements, loose elements, wall aligned elements and diving elements that in some cases totally replace the walls between different rooms. The remaining spaces are secondary and reduced to the minimum size with walls full of cabinets to place appliances, infrastructures and storage.

The chosen materials are mostly defined by the original project. The original wood pavements and wood doors are restored and the existing terrazzo floors are replaced by new ones that go up the stucco walls. The natural wood elements use the mahogany from the original project and the light wood painted fillings are replaced by lacquered and coloured mdf. The dark tone of the carpentry balances the natural luminosity provided by the big windows. The atmosphere of the big textured wood panels brings to an end the 65-year-old rental unit vibe and inserts on the space the intended permanent home character.”
text. Hinterland.

location.Porto
year2021
architecture.Hinterland Architecture Studio
photography.Ivo Tavares Studio