FOTÓGRAFO DE
ARQUITETURA

IVO TAVARES
STUDIO

Casa R.P.

R.P. House

Casa RP com Arquitectura Lopes da Costa e fotografias de Ivo Ta
A luz brinca dentro da Casa R.P. — criada pelo Atelier d’Arquitectura Lopes da Costa — sendo moldada por ripas de madeiras e pelas formas dinâmicas da sua arquitetura.
The light plays inside Casa R.P. — created by the Architecture Studio Lopes da Costa — and is shaped by wooden slats and the dynamic forms of its architecture.
Casa RP com Arquitectura Lopes da Costa e fotografias de Ivo Ta

INFORMAÇÃO TÉCNICA / TECHNICAL INFORMATION

ATELIER DE ARQUITETURA / ARCHITECTURE OFFICE
ARQUITETO RESPONSÁVEL / MAIN ARCHITECT
José António Lopes da Costa e Tiago Meireles
COLABORAÇÃO / COLABORATION
Sérgio Almeida
LOCALIZAÇÃO / LOCATION
ANO DE CONCLUSÃO DA OBRA / YEAR OF CONCLUSION
ÁREA TOTAL CONSTRUÍDA (M2) / TOTAL AREA
492m2
FOTÓGRAFO / ARCHITECTURAL PHOTOGRAPHER

DESCRIÇÃO DO PROJETO / PROJECT DISCRIPTION

"A casa, destinada a um casal com dois filhos e que se distribui em três pisos, está implantada num terreno rectangular, com boa exposição solar e vistas privilegiadas para o Castelo de Santa Maria da Feira. O acesso pedonal e automóvel, é efectuado através das duas ruas adjacentes ao terreno, a cotas diferentes, aproveitando a sua pendente natural. Assim, o acesso principal faz-se à cota superior, que através de uma pala, conduz à entrada na habitação, localizada na fachada Nordeste. Esta fachada, por ser voltada à rua, surge propositadamente mais fechada. O acesso à garagem, em cave, é assegurado através de uma rampa ligeira a partir do arruamento a Sudeste. Aqui, foram ainda localizadas as áreas de arrecadação, áreas técnicas e ainda um espaço destinado a guardar artigos de caça e pesca, hobby do proprietário. Ao nível do rés-do-chão, foram localizadas as zonas sociais e de lazer da habitação, procurando tirar o melhor partido da relação com o exterior e com o quadrante solar: a Nascente/Sul, usufruindo das vistas para o castelo, e a Sul/Poente, abrindo-se para o jardim e para um pátio abrigado por uma pala, usufruindo de uma área exterior de estar e de refeições. No primeiro andar foi localizada a zona íntima, composta por dois quartos com banho partilhado, para os filhos do casal, pela suite principal voltada a Nascente e a Sul e ainda por um escritório/ sala de estudo, voltado a Sul e Poente. A casa é marcada pela utilização do betão aparente na cave, formando o embasamento e pelo reboco branco que é contrastado com as forras em madeira. As palas acentuam a horizontalidade e conferem dinâmica ao conjunto, quebrando a rectangularidade da construção, imposta pela geometria do terreno. Procurou-se, assim, criar um conjunto homogéneo, com uma volumetria e uniformidade formal, em que os materiais contribuem para uma diferenciação dos pisos, tornando o volume mais dinâmico e menos compacto."

"Designed for a couple with two children, the house is distributed over three floors and is set on a rectangular plot with good sun exposure and privileged views of Santa Maria da Feira Castle. Pedestrian and vehicular access is via the two roads adjacent to the plot, at different levels, taking advantage of its natural slope. The pedestrian access is located at the highest level, leading to the house entrance through a canopy on the north-east façade. As it faces the street, this façade is deliberately more closed off. The basement garage is accessed by a slight ramp from the street to the south-east. At the basement were also located storage and technical areas as well as a space for storing hunting and fishing gear, the owner's hobby. The social and leisure areas of the house were located on the ground floor, making the most of the relationship with the exterior and the solar quadrant: East/South, enjoying views of the castle, and South/West, opening onto the garden and a patio sheltered by a canopy, enjoying an outdoor living and dining area. The first floor is the intimate area, comprising two bedrooms with shared bathrooms for the couple's children and an office/study room, all facing south-west, and the master suite facing south-east. The house is characterised by the use of exposed concrete on the basement level, and by white plaster on the upper floors, which contrasts with the wood panelling. The canopies emphasise the horizontality and add dynamism to the whole, breaking up the rectangularity of the building, imposed by the geometry of the site. The aim was to create a homogeneous volumetric and formal set, in which the materials distinguish each floor, resulting in a dynamic and less compact structure."