pt
Escritórios E-goi e Clavel ́s Kitchen em Matosinhos do atelier Paulo Merlini Architects

Os clientes eram já proprietários do armazem adjacente à area de intervenção onde se encontram  sediadas as empresas, mas com o seu crescimento exponencial a necessidade de aumentar o  espaço fisico da empresa tornou-se permente. 

Os principais desafios desta intervenção foram a interligação dos dois armazens, de forma a  conseguir coser o espaço original e o novo espaço da forma mais fluida e natural possível, e a  criação de dinamicas entre as duas empresas, que embora distintas, funcionam de forma  sinérgica. 

Uma das questões mais importantes no desenho da sede de uma empresa é o de criar um espaço  que expresse e se coadune com a cultura empresarial. 

Neste caso, tanto a E-goi como a Clavel´s kitchen, apresentam um tipo de gestão bastante  informal, ainda que extremamente profissional, e pediram-nos um espaço que expressasse isso  mesmo, um espaço fluido, equalitário, heterogeneo e despretencioso. Em termos de  funcionalidades o novo espaço deveria garantir bastante flexibilidade espacial, para dar resposta  ao crescimento da empresa, incluir um novo estúdio de fotografia, várias salas de reuniões, umas  formais, outras informais, cabines para videochamadas e um espaço de refeições que conseguisse  albergar pelo menos cem pessoas. 

Para conseguir dar resposta a todas as funcionalidades pretendidas, distribuimos uma série de  caixas em madeira, onde integramos todos os espaços encerrados, salas de reuniões, casas de  banho e as cabines para videochamadas. É a distribuição destas caixas pelo espaço que define  toda a dinâmica espacial. Ao distribuirmos estas funções de forma heterogénea pelo espaço, e ao desencontrarmos estes elementos, numa espécie de caos organizado, conseguimos garantir  versatilidade espacial, e criamos uma série de recantos que permitem vários tipos de apropriação,  atribuindo a cada um deles uma personalidade distinta. Garantimos espaços amplos, onde a  interacção entre colegas de trabalho se dá com grande naturalidade, e espaços mais recatados,  onde se pode ler um livro, relaxar, ou mesmo ter uma reunião mais informal.  

Outra das preocupaçoes base foi a de garantir que todos os espaços tivessem bastante luz natural. Com a forma da fachada definida pelas restrições legais, desenhamo-la completamente envidraçada. Adjacente à fachada localizamos o estúdio de fotografia no segundo piso e o  restaurante no terceiro. Desta forma garantimos uma forte relação visual com a Avenida principal,  atribuindo um efeito cénico ao dia a dia da empresa. O estúdio de fotografia tira partido da luz  norte, a melhor para o tipo de função a que se propõe, já que este tipo de luz, refletida pelo céu,  oferece um iluminação de baixos contrastes, mantendo-se relativamente constante durante o dia.  No alçado posterior, a poente, abrimos uma série de vãos envidraçados que reforçam a presença  da luz natural ao longo de todo o dia. 

De forma a garantir uma relação entre pisos fluída e natural, desenhamos uma espiral em betão  com um forte caracter escultórico, que interliga os três pisos e que pela sua presença caracteriza  todo o espaço. No topo uma claraboia ilumina os três pisos e deixa a descoberto a estrutura de  barras recíprocas de suporte da rampa, elegantemente proposta pelo engenheiro.

text. Paulo Merlini Architects

localização.Matosinhos
ano. 2020
arquitectura.Paulo Merlini Architects
fotografia.Ivo Tavares Studio

en
E-goi e Clavel ́s Kitchen Office in Matosinhos by Paulo Merlini Architects

The customers already owned the warehouse adjacent to the intervention area where the  companies are based, but with its exponential growth the need to increase the physical space of  the company became perennial. 

The main challenges of this intervention were the interconnection of the two warehouses, in order to be able to seam the original space and the new space in the most fluid and natural way  possible, and the creation of dynamics between the two companies, which although distinct, work  synergistically. 

One of the most important issues in designing a company’s headquarters is to create a space that  expresses and is in line with the corporate culture. 

In this case, both E-goi and Clavel’s kitchen, present a rather informal type of management,  although extremely professional, and asked us for a space that would express that, a fluid, equal,  heterogenous and unpretentious space. In terms of functionalities the new space should guarantee a lot of spatial flexibility, to respond to  the company’s growth, include a new photography studio, several meeting rooms, some formal,  some informal, video-call booths and a dining space that could accommodate at least a hundred  people at a time. 

In order to achieve all the intended functionalities, we distributed a series of wooden boxes,  where we integrated all the enclosed spaces, meeting rooms, bathrooms and video room booths.  It is the distribution of these boxes throughout the space that defines all the spatial dynamics. By  distributing these functions, in a heterogenic way throughout the space, and by mismatching these elements, in a kind of organized chaos, we guaranted spatial versatility, and created a series of  nooks and crannies that allow several kinds of appropriation, assigning each one of them a distinct personality. We guarantee ample spaces, where the interaction between co-workers takes place  with great naturalness, and more discrete spaces, where you can read a book, relax, or even have  a more informal meeting. 

Another basic concern was to ensure that all spaces had plenty of natural light. With the shape of  the façade defined by legal restrictions, we designed it completely glazed. Adjacent to the façade  we located the photo studio on the second floor and the restaurant on the third. This way we  guaranteed a strong visual relationship with the main avenue, attributing a scenic effect to the  company’s daily life. The photo studio takes advantage of the northern light, the best light for the  type of function it offers, since, reflected by the sky, offers low-contrast lighting, remaining  relatively constant during the day. In the rear elevation, to the west, we open a series of glass windows that reinforce the presence of natural light throughout the day. 

In order to guarantee a fluid and natural relationship between floors, we have designed a concrete spiral with a strong sculptural character, which interconnects the three floors and by its presence  characterizes the whole space. At the top a skylight illuminates the three floors and leaves  uncovered the structure of reciprocated bars supporting the ramp, elegantly proposed by the  engineer.

text. Paulo Merlini Architects

location.Matosinhos
year. 2020
architecture.Paulo Merlini Architects
photography.Ivo Tavares Studio